Afterlight: como usar o app para retocar suas fotografias pelo smartphone

Conheça a fundo um dos melhores softwares para quem deseja embelezar imagens através de um dispositivo móvel ou PC com Windows 10

Por Ramon de Souza Santos em 18/05/2016


Existem milhares de editores de imagem na Google Play, na App Store e na Windows Store. Porém, poucos se destacam tanto quanto o Afterlight, que surgiu de maneira repentina em todas essas plataformas e conquistou milhares de fãs ao redor do mundo inteiro. Não é para menos: trata-se de um aplicativo intuitivo e poderoso, recheado de funcionalidades impressionantes para você retocar fotografias.

É claro que, sendo tão bom assim, o software não poderia ser gratuito. Atualmente, o Afterlight é comercializado por R$ 2,52 em sua edição para Android, US$ 0,99 (cerca de R$ 3,49 na cotação atual do dólar) na versão para iOS e R$ 3,50 no port para Windows/Windows Phone (trata-se de um programa universal, ou seja, uma vez comprado em uma das plataformas, ele pode ser baixado em ambas).

Caso você tenha acabado de baixar o aplicativo e esteja um pouco perdido, confira este guia completo que o TecMundo preparou ensinando você a usá-lo. Importante observar que, para a realização deste tutorial, utilizaremos a versão para Windows 10 do Afterlight, que possui uma versão de testes gratuita. As instruções abaixo, porém, servem perfeitamente para qualquer versão do programa.

Aplicativo está disponível para vários sistemas operacionais

Passo a passo

Ao abrir o Afterlight, o programa pergunta se você deseja editar uma imagem já salva na memória de seu dispositivo ou se prefere registrar uma nova fotografia. Independentemente de sua escolha, você visualizará o arquivo em questão e um menu recheado de funcionalidades, separadas em cinco categorias: “Edit”, “Filter”, “Textura”, “Crop” e “Frame”.

Em “Edit”, você encontra ferramentas básicas para fazer ajustes técnicos na fotografia. Luminosidade, saturação das cores, contraste, exposição, temperatura, vinheta etc. Escolha o aspecto que você deseja editar e mexa no nivelador para selecionar a intensidade do efeito selecionado. Para descartar as mudanças, toque no “X”; para aplicá-las, toque no “check”.

Recursos da aba "Edit"

Já na categoria “Filter”, você encontra os filtros de cor e efeitos especiais no melhor estilo Instagram. Eles estão organizados em quatro subcategorias: “Original”, “Guest”, “Seasons” e “Fusion”. No total, são cerca de 57 filtros diferentes para você usar à vontade.

Recursos da aba "Filter"

Na categoria “Texture”, estão presentes as texturas que podem ser aplicadas sobre a sua fotografia. Tal como no item anterior, existem quatro subcategorias aqui, sendo que somente a “Dusty” (que reúne texturas granuladas imitando poeira) e a “Light Leak” (que simula vazamento de luz, muito comum nas antigas fotos tiradas por câmeras analógicas) estão disponíveis gratuitamente. Caso você queira, é possível desbloquear a “Instant Film” e a “Wander”, pagando uma taxa adicional.

Recursos da aba "Textura"

Caso deseje cortar sua imagem, girá-la ou alterar sua perspectiva, visite a aba “Crop”. É aqui você faz esse tipo de ajuste fino no seu arquivo.

Recursos da aba "Crop"

Por fim, temos a categoria “Frame”, que agrupa as molduras oferecidas pelo Afterlight. As quatro subcategorias daqui são: “Original”, “Silhouette”, “Type” e “Instant Film” (que também só está disponível para quem pagar uma taxa extra). No total, são quase 80 molduras diferentes para você se divertir.

Recursos da aba "Frame"

É importante observar que, na hora de salvar a sua obra, o Afterlight pergunta se você deseja criar uma imagem pequena, média ou no tamanho original — na maioria das vezes, é bem provável que o usuário prefira esta última opção.

Escolhendo o tamanho das fotos salvas

Pronto, sua imagem está devidamente editada, e você já pode compartilhá-la com seus amigos! Vale lembrar que, como dissemos anteriormente, a interface do Afterlight é muito semelhante em todas as suas versões para dispositivos móveis, logo você pode seguir as instruções acima para usar o app em qualquer sistema operacional.

Via TecMundo.

Fonte(s)
Imagens
| URL curta

Comentários ()


}