Mate 1.6

MATE é um projeto que quer manter vivo a interface clássica do Gnome 2, com diferencial de ser atualizado constantemente

184 downloads
0 KB
Atualizado em

Download Mate

É natural que com o tempo, tudo tende a mudar, como uma adaptação a inserção de novas tecnologias, como foi o caso da interface KDE, muito criticado no começo, seguida depois pelas mudanças no Gnome com a introdução da terceira versão desse gerenciador de janelas. Até no universo microsoftiano ocorreram mudanças significativas, com a introdução da interface Metro/Modern.

E claro que nem todos são favoráveis a essas mudanças, sobretudo quando elas impactam a forma como usamos o computador. Dado a liberdade e flexibilidade do software livre nasceu o MATE, um fork do Gnome quando em sua versão 2. A ideia era manter o mesmo ambiente clássico mantido por anos a fio no desktop e muito bem conhecida por usuários de Linux de longa data.

O MATE tem como proposta fornecer aos usuários de desktop mais conservadores a chance de continuar usando a interface gráfica existente no Gnome 2, com a vantagem de receber atualizações de correções e melhorias ao longo do tempo. E para quem gostava do Compiz, o MATE permite o uso desse compositor que adiciona muitos efeitos úteis e interessantes no desktop.

Características

O Gnome 3, por mais bonito que possa estar, não agradou os fãs da interface gráfica que por anos esteve presente em muitas distros e desktops de usuários Linux. O Gnome 2 era leve, direto e simples de usar, embora fosse uma interface bastante poderosa e rica ao mesmo tempo para aqueles que sabiam extrair todo o potencial dessa interface.

Se você não tem pretensão de usar uma tela sensível ao toque e não vê vantagem em adotar o Gnome 3, saiba que você não precisa necessariamente abandonar o computador ou correr para outros gerenciadores de janelas. O Gnome 2 vive ainda, seguindo um desenvolvimento paralelo, ou fork, em que os desenvolvedores pretendem manter a mesma experiência do Gnome 2.

O MATE é uma opção para quem quer algo mais de uma interface simplista. Por exemplo, o XFCE lembra bastante o Gnome 2, mas carece de muitos recursos existentes neste último. O MATE mantém a mesma riqueza do Gnome 2, justamente por compartilhar o mesmo código. A única mudança ocorrida é em relação aos nomes, que tiveram que sofrer mudanças. Atitude necessária em caso de um fork.

O MATE pode manter aspectos da interface Gnome clássica, mas diferente do Gnome 2 que não mais receberá atualizações, possui uma comunidade ativa, que introduz recursos desejados pelos usuários, além das habituais correções de bugs  e incompatibilidades. E a última atualização é a versão 1.6 da interface que tráz várias melhorias e correções.

Correções e melhorias

A maior parte delas estão debaixo do capô, como a substituição de várias bibliotecas antigas e obsoletas por outras atualizadas e que fazem uso das tecnologias mais recentes introduzidas na GLib, basicamente o coração da interface.

O Caja, o equivalente do antigo Nautilus do Gnome 2 sofreu inúmeras correções. As maiores e perceptíveis estão em um melhor gerenciamento de thumbnails baseado em novos padrões. Wallpaper é armazenado em cache, o que reduz o consumo de memória. Novo diálogo para conectar ao servidor, copiado do Nautilus 3, entre outras.

Outras configurações incluem a escolha do monitor para notificações, notificações persistentes (sem tempo para sair) em caso da tela estar rodando o protetor, novos temas de ícones, substituição do MateConf para GSettings, MateCorba/MateComponent para  DBus e MateVfs para GIO/GVFS. 

Várias outras pequenas melhorias só serão notadas por quem já é usuário do MATE 1.4. E por falar em usuários do MATE, a atualização é mais do que recomendável. Para quem não é e gostaria de ter a chance de voltar aos velhos e bons tempos, basta instalar o MATE facilmente no Ubuntu.

Instalando o MATE no Ubuntu e derivados

Para instalação no Ubuntu, requer que você insira um repositório não oficial, disponibilizado pelos desenvolvedores da MATE. Isso é necessário pois assim, a loja ou um gerenciador de pacotes vai conseguir encontrar os pacotes necessários. O MATE também está disponível para outras distros, mesmo as não baseadas em Debian.

Se você se interessou em ter de volta o desktop clássico na sua distro favorita, clique no botão download para instruções de instalação em diferentes distribuições Linux suportadas. Embora seja necessário o uso do terminal de comando, basicamente se resume em copiar e colar os comendos necessários, não sendo uma barreira até para usuários iniciantes.

did my boyfriend cheated on me did my boyfriend cheated on me should i cheat on my boyfriend

Roda em X11

Download Mate
| URL curta

Comentários ()

Gratuito

Telas

Relacionados

Longhorn Transformation Pack 10.5

Gratuito

Mude a aparência dos Windows XP ou 2003, transformando-os no Longhorn (Vista)

KDE 4 4.8.2

Gratuito

Nova versão do ambiente gráfico com modificações na área de biblicotecas, desktop e aplicações e com um modelo mais robusto

GNOME 3.6

Gratuito

Nova versão de um dos ambientes gráficos mais usados do mundo em Linux, com novos desenhos, esquemas de cores e mais moderna

Madotate 2.02.02

Gratuito

Deixe seu computador com uma cara nova ao instalar o Modotate Crie efeitos tridimensionais às suas janelas

WinFlip 0.50

Gratuito

Deixe seu XP igual ao Vista quando utlizar o atalho ALT + TAB


}