Países da Europa dizem sim ao Acta

Fato é precedente para que outras nações também assinem o acordo

Por Jade Petronilho em 27/01/2012


Depois das polêmicas da Sopa nos EUA, na última quinta-feira (26) oito países europeus assinaram o Acta (Acordo Comercial Anti-Falsificação). Semelhante às propostas apresentadas pelos norte-americanos, o acordo internacional estipula regras mais rígidas em relação aos direitos autorais.

Diferente da Sopa, o Acta não aborda apenas questões do universo online. Ele também trata da pirataria de produtos físicos - o que gera diversas controvérsias. Do acordo, agora participam Finlândia, França, Irlanda, Itália, Portugal, Romênia, Grécia e Polônia - abrindo portas para outras nações também assinarem o documento.

O fato acabou gerando protestos. Mesmo antes da assinatura do Acta, o grupo de hackers Anonymous, que há dias vem declarando guerra às medidas, chegou a ameaçar as autoridades europeias por causa do acordo.

Segundo a Electronic Frontier Foundation (EFF), organização favorável à liberdade de expressão e internet livre, o Acta pode colocar fim na autonomia dos países em definir suas próprias regras. Além de afetar o fluxo livre de troca de informações.

Protesto contra o Acta 

Links relacionados

Fonte(s)
Imagens
| URL curta

Comentários ()