Google Drive: como guardar arquivos nos servidores do Google

Descubra como esse serviço de armazenamento pode facilitar o seu dia a dia

Por Felipe Augusto Cavalcante em 24/04/2012


Chegou a vez do Google apostar no armazenamento de arquivos nas nuvens. O Google Drive, na prática, permite que você salve um arquivo de seu PC e o acesse em qualquer lugar do mundo, usando apenas a sua conta do Google. Chega de ficar carregando pendrive, DVDs e HDs externos. O próprio serviço já conta com um sistema de backup em seus servidores.

Além da alta disponibilidade, o Google Drive oferece integração com as ferramentas do Google, o que permite ver o conteúdo dos arquivos direto no navegador - e nos mais variados formatos: de uma imagem editada no Photoshop (PSD) a um documento criado no [sd|softid="73317"]. Alguns deles podem até ser editados no Google Docs.

No vídeo abaixo, em inglês, a equipe do Google ilustra esta integração entre armazenamento e serviço online.

Espaço, muito espaço!

Todos os usuários podem usar até 5 GB de armazenamento do Google Drive, a partir da conta comum do Google. Caso precise de mais espaço, é possível assinar planos mensais com 25 GB (2,49 dólares), 100 GB (4,99 dólares) e até 16 TB (799,99 dólares).

É importante lembrar que este serviço chega no momento em que o Google fortalece a integração entre os seus serviços e a Android. Além disso, a gigante da internet tem preparado terreno para o Chrome OS, o sistema operacional feito para rodar tudo a partir do navegador, dispensando espaço em discos rígidos locais e instalação de programas.

Se a previsão do Google estiver certa, no futuro será preciso apenas um computador básico, que não chegue a 10 GB de espaço em disco, para fazer tudo o que atualmente precisa de 300 GB ou mais. Isso provocará a redução de preço das máquinas e, ao mesmo tempo, maior tempo de duração para as baterias (no caso de notebooks), por ter um componente a menos para alimentar.

Acesso universal

Outro aspecto interessante do Google Drive é a possbilidade de acesso e edição dos arquivos armazenados. Imagine a situação: você começou a editar um documento de trabalho no PC de casa, pegou um táxi com seu smartphone (equipado com conexão 3G) e continuou editando o documento no caminho. Agora, é só usar algum outro PC e imprimir o resultado para a entrega (alguns smartphones já realizam a impressão de documentos também).

A possibilidade de trabalhar em equipe, já existente no Google Docs, continuará e ficará ainda melhor; basta compartilhar os arquivos e pastas do serviço com os envolvidos. Se alguém fizer uma alteração errada ou apagar o arquivo, não tem problema: o Google mantém cópias das alterações feitas nos últimos 30 dias. Em poucos cliques, é possível recuperar o que foi feito.

Pronto para o Google Drive?

Atenção: o Google está liberando aos poucos o acesso ao Google Drive. Muitos usuários podem ainda estar com o recurso desabilitado.

1. Se você ainda não tem uma conta do Google, crie uma. Use o formulário online.

2. Acesse o site do Google Drive e veja se o serviço já está disponível para você, no lado superior esquerdo da tela. Se não estiver, clique no botão "Notificar-me" para receber um aviso de liberação.


3. Com o acesso liberado, entre no site do Google Drive. A partir da tela inicial já é possível criar e editar documentos, fazer upload de arquivos e baixar o cliente para Windows - responsável pela sincronização automática dos arquivos entre o PC e o disco do Google.


4. Clique no botão "Faça o download do Google Drive para PC" ou "Instale o Google Drive para PC", aceite os termos do serviço, aguarde o término do download e instale a ferramenta.

 

5. Após a instalação, faça o login com seu e-mail e senha da conta do Google.

 

6. Clique no botão "Next" e selecione a opção "Advanced Setup", que permite selecionar a pasta sincronizada ao PC. Caso deseje, mantenha a padrão.

 

7. Clique no botão "Change" para escolher uma nova pasta.

 

8. Indique a "Área de trabalho" e clique em Ok. O próprio programa cria a pasta "Google Drive" para sincronização.

 

9. Clique no botão "Start sync" para começar a sincronizar os arquivos da pasta com os servidores do Google.

 

10. Aproveite, a pasta já está disponível e totalmente sincronizada na "Área de trabalho".

 

11. Basta abrir a pasta Google Drive e alterar o seu conteúdo, removendo, adicionando ou editanto arquivos para que eles sejam automaticamente enviados para sua conta do Google.

12. Observe que os arquivos com o sinal de "Correto" (em verde) já estão sincronizados. Aqueles que estiverem com duas setas azuis, ainda serão enviados para os servidores.

Dicas adicionais

  • Para compartilhar um arquivo ou pasta, acesse o site do Google Drive, clique com o botão direito sobre o conteúdo. Em seguida, escolha a opção "Compartilhar". Agora, é só indicar o e-mail de quem você quiser.

 

  • Para enviar arquivos usando o próprio site, arraste arquivos diretamente de qualquer pasta do PC para a página do Google Drive em seu navegador. Aguarde até a conclusão do processo, acompanhando em tempo real o envio, como na imagem abaixo.

 

  • Para acessar as configurações no cliente local do Google Drive, ou ver a quantidade de espaço disponível, clique sobre o ícone da ferramenta, ao lado do relógio do Windows. Lá, ficam armazenados atalhos especiais e um resumo geral da conta.

 

  • Se arrependeu de alterar um arquivo? Clique sobre ele com o botão direito, na versão online do Google Drive e na opção "Gerenciar Revisões". Agora, você consegue ver todas as versões do arquivo e ainda recuperar aquela que deseja.

| URL curta

Comentários ()


© Copyright 1998-2014 Grupo NZN | A empresa Privacidade Termos de uso Trabalhe conosco RSS Contato