Dicas para conservar a bateria do Notebook

Um pouco de atenção é tudo o que você precisa para prolongar a vida útil de seu portátil

Por (Model.Autor.Nome) em 19/06/2012


A explosão de vendas dos notebooks é incontestável. Em 2008, conforme dados do Comitê Gestor da Internet no Brasil (CGI.br), 95% das residências com acesso à rede utilizavam ao menos um computador de mesa; no início de 2012, os PCs de desktop diminuíram sua participação para 79% dos domicílios, enquanto os notebooks saltaram para o índice de 39% das preferências. A tendência estatística é, portanto, que o PC de mesa seja relegado à História, uma vez que tablets, laptops, celulares e outros dispositivos portáteis ganham espaço e tendem a superá-lo em popularidade dentro de poucos anos.

O consumidor cada vez mais inclinado aos portáteis deve, no entanto, observar cuidados com o laptop, além daqueles que já observava com o PC de mesa, em razão da diferença de arquitetura. Um dos aspectos a considerar é a bateria: ela é a parte mais cara do aparelho, dependendo do modelo, pode custar quase o preço de um notebook básico completo, portanto, nada melhor do que tomar algumas precauções específicas com ela.

 

1- Aproveite melhor o tempo da bateria gerenciando o uso de energia

No Windows 7 e no Vista, você possui uma série de opções para configurar, de modo econômico, o uso dos recursos de seu laptop, visando prolongar o tempo de funcionamento da bateria quando você está longe de uma fonte de abastecimento. Tais opções localizam-se no "Painel de Controle", na aba "Opções de Energia".



Clique na opção que permite selecionar um plano de energia. Mude para o plano "Economia de energia". As alterações são aplicadas imediatamente, sem a necessidade de confirmação.



À direita do plano de energia marcado, você pode clicar na opção de alteração das configurações do plano. Esse recurso permitirá que você defina configurações mais avançadas sobre o funcionamento dos componentes do laptop em relação a seu consumo de eletricidade.



Repare que há dois tipos de configuração: uma dedicada ao funcionamento do notebook ligado na tomada e outro para a ocasião em que ele depende apenas da bateria, momento em que você mais precisa poupar kilowatts.

A tela do notebook é, certamente, responsável pela maior parte do consumo de energia do aparelho. Por isso, na opção "Esmaecer Vídeo", reduza para 1 minuto o tempo de ociosidade máxima permitida. Após isso, a iluminação da tela será reduzida para poupar energia. Em "Desligar vídeo", altere o valor indicado para 2 minutos. Assim, após este período de ociosidade, a tela do aparelho é completamente desligada. Em "Suspender atividade do computador", estipule um valor entre 5 ou 10 minutos. Este recurso funciona como uma espécie de hibernação, porém, mantendo os dados da seção atual na memória ao invés de no disco, como na hibernação clássica. Neste caso o aparelho também poupa energia com o funcionamento de outros periféricos, como na leitura do HD, por exemplo.

Ajustar o brilho, deixando a tela menos reluzente, também ajuda a economizar energia e pode, dependendo da situação, lhe garantir uns minutos de bateria extra.

Outra medida para economizar energia é desligar os periféricos que não estão em uso no momento, como, por exemplo, desconectar pen drives, placas de rede wi-fi e dispositivos bluetooth.

 

2- Aumentando a vida útil da bateria

A bateria é o coração do notebook; sem ela, o seu portátil não é nada mais que um PC de mesa estilizado.

Uma bateria que permanece constantemente ligada a rede elétrica, que nunca é descarregada, tende a ter sua vida útil bastante reduzida, prejudicando, inclusive, a sua capacidade de gerenciar energia quando necessário. Além disso, se você deixa o notebook constantemente ligado à rede elétrica, deixará o aparelho vulnerável a contratempos, como picos de voltagem e cortes abruptos de luz.

Carregar a bateria de maneira compulsiva, a cada perda de 5% de energia, também não ajuda. Na verdade, essa prática oferece o mesmo fator de risco para sua degradação que mantê-la conectada à tomada indefinidamente.

O correto é plugar o carregador na tomada apenas quando o nível da bateria está com cerca de 15% de sua capacidade carregada.

Assim que você começar a carregar a bateria do notebook, não interrompa o procedimento até que se complete o ciclo de carregamento e ela fique cheia novamente.

Outro comportamento que deve ser evitado é deixar a bateria descarregar por completo frequentemente.

 

3- Bateria na geladeira

Se você pretende deixar o notebook desligado por mais de duas semanas, ou no caso de possuir uma bateria extra, certifique-se de deixá-la com um nível de carregamento inferior a 50% e de guardá-la num local seco, arejado e distante dos raios solares.

Assim como outros componentes de computação, as baterias são sensíveis ao calor e têm sua vida útil reduzida à medida em que são expostas a temperaturas mais altas.

Ah, muito importante: jamais ligue o notebook com as suas saídas de ar obstruídas por objetos (os mais comuns são lençóis e cobertores).

 

4- Eliminando lendas e gastos desnecessários

A maioria dos laptops atuais possuem baterias de íon-lítio, cuja arquitetura corrigiu um problema comum do passado, que era o chamado "efeito memória" (memory effect), por isso não há necessidade de completar um ciclo de descarga e outro de recarga completamente para inaugurar o uso do seu portátil. Como já dissemos, é sempre interessante recarregar a bateria quando ela já foi usada e encontra-se em níveis mais baixos, próximos a 15% de sua capacidade. Isso garante a sua precisão para conservar e gerenciar a energia elétrica, independente de uma fonte perene de abastecimento.

Outra lenda a fulminar: elas são componentes duráveis, porém não são perfeitas, eternas ou indestrutíveis. Em determinado momento, dependendo da intensidade e tempo de uso, pode ser preciso trocar a bateria do notebook. Nesse caso, o melhor a se fazer é a velha pesquisa de relação custo-benefício para averiguar o que vale mais a pena: comprar um note mais moderno e com mais recursos, ou gastar um pouco menos para manter o seu bom e velho aparelho.

 

5- Gerenciando / Balanceando a carga da bateria

Existem programas gratuitos, como o [sd|softid="85628"], que possibilitam o monitoramento (via ícone na bandeja do sistema) do status de uso e desempenho da bateria e que também permitem a definição de troca do plano de uso de energia, de acordo com o status de uso da bateria.

 

No botão "Options" do programa, você pode checar a caixa "If battery drops below:" e determinar o nível de carregamento da bateria abaixo do qual pode alterar o gerenciamento de energia para forçar a economia.


Fonte(s)
Imagens
| URL curta

Comentários ()


}