Resolva problemas de lentidão na Internet causados por seu navegador

Dicas para melhorar a fluidez da navegação web no Google Chrome, Mozilla Firefox e Internet Explorer

Por Equipe SD em 12/08/2012


Conforme a frequência e a forma como você utiliza o seu navegador de páginas web, o acúmulo de extensões, plugins, arquivos temporários e outros fatores, como o mau gerenciamento de memória RAM pelo próprio programa, podem acarretar uma lentidão maior para carregar as informações da internet. No caso de áudio, vídeos em tempo real e miniaplicativos online acessados, além do maior tempo de carga, quando o browser está nessas condições, toda a fluidez das imagens e sons acaba comprometida.

Neste texto, buscamos reunir dicas úteis para deixar o seu navegador mais leve, após acumular algum tempo de uso, e melhorar o desempenho do programa. Mas que fique muito claro: são técnicas para o browser executar mais agilmente; se a sua conexão com a internet é sofrível por natureza, não há milagres; o melhor a fazer, neste caso, é contatar o fornecedor do serviço ou contratar um plano de banda larga de maior capacidade.

 

1- Evitar o excesso de abas e janelas

Certamente, quanto mais abas e janelas estão abertas simultaneamente, maiores são os recursos do computador requeridos pelos browsers. Não apenas por causa dos textos e imagens alocados na RAM, mas de eventuais miniaplicativos, banners multimídia e outros recursos mais pesados das páginas abertas.

Não existe a necessidade de deixar dezenas de abas abertas ao mesmo tempo, até porque o cérebro humano não é capaz de absorver tanta informação simultaneamente. O comportamento que mais acontece, nestes casos, é o internauta se deparar com uma página de interesse e preservá-la carregada até ver a necessidade de utilizar o seu conteúdo de alguma forma.

A solução mais simples para este tipo de ocorrência é salvar as páginas nos "Favoritos" do navegador (bookmarks), o que pode ser feito, nos três navegadores em questão, pelo atalho CTRL + D.

Para abrir os sites favoritos sem a necessidade de usar o menu, utilize o atalho CTRL + SHIFT + B (no Internet Explorer, utilize ALT + C). Para acessar o histórico de navegação, você também pode utilizar a combinação CTRL + H para ver as últimas páginas acessadas.

Usando o histórico ou os sites favoritos, você não mantém na memória da máquina páginas que só serão usadas num momento futuro e incerto.

 

2- Gerenciamento de plugins e addons

Os navegadores carregam, com o tempo, uma porção de utilitários adicionais para ler, interpretar e executar alguns formatos de arquivos, como documentos em PDF, aplicativos em Flash, Java, SilverLight ou vídeos do Windows Media.

Verifique quais plugins estão instalados no seu browser e remova aqueles que são desnecessários.

Para verificar os plugins instalados no [sd|softid="61249"], digite "about:plugins" na barra de endereços.

 

Para desativar um plugin, clique sobre o link "Desativar" logo ao lado direito do adicional escolhido.

No [sd|softid="50753"], o procedimento para remover adicionais é semelhante. Entretanto, para chegar até a tela para acionar ou desabilitar os plugins, é necessário clicar sobre o menu "Firefox > Complementos > Plugins".



No [sd|softid="76841"], digite Alt + X, ou acione o menu "Ferramentas", na parte superior direita do browser, e selecione a opção "Gerenciar Complementos" do menu de contexto aberto.

Repare que a janela que surgirá permite desabilitar add-ons e também extensões, além de configurar o provedor de pesquisa padrão (dica importante para você que não quer utilizar o Bing).

 

3- Desabilitação das barras de ferramenta e extensões

Extensões são pequenos códigos agregados ao executável do navegador para oferecer alguma habilidade extra ao browser. O problema é que nem sempre todas as extensões instaladas são úteis.

Provavelmente, você já deve ter instalado, mesmo que involuntariamente, aquelas barras de ferramentas (toolbars) que vêm junto com alguns programas adware. É o tipo de extensão que, além de reduzir a velocidade do navegador, provoca uma confusão visual.

No Internet Explorer, as extensões são gerenciadas na janela de complementos, junto com os demais add-ons. No Chrome, clique no ícone da chave inglesa, depois em "Ferramentas > Extensões".

 

Existe uma caixa de checagem à direita de cada extensão listada. Desmarque aquelas relacionadas às extensões que deseja desativar. Caso pretenda remover definitivamente a extensão, clique sobre o símbolo da lata de lixo.

No Mozilla Firefox, para verificar e remover extensões, você deve acessar o mesmo menu "Firefox > Complementos" e clicar, no menu à direita, sobre a opção "Extensões".

 

4- Limpar os dados de navegação

À medida em que você navega, arquivos temporários são gravados no seu HD, como: o histórico dos sites visitados, os downloads realizados, os cookies instalados em determinadas páginas e o cache de navegação, que é formado por itens das páginas visitadas.

Dependendo da página, o cache - formado por arquivos temporários gravados - até acelera a navegação, porque não faz o download de recursos que já foram carregados previamente. No entanto, para as páginas dinâmicas, tal recurso não ajuda em nada. Pelo contrário, atrapalha, fazendo o navegador buscar informações antigas em disco para compará-las com as novas da web, em vez de simplesmente baixar e apresentar os dados da página.

Para remover, no Google Chrome, os dados de navegação, clique no ícone da chave inglesa, na parte superior direita do programa, ative o menu "Ferramentas > Limpar Dados de navegação...". Repare que você pode selecionar quais dados pretende excluir ou preservar e a data a partir da qual os arquivos temporários serão apagados.

 

No Internet Explorer, você deve entrar no menu de Ferramentas (ALT + X), clicar em "Opções" e, na aba "Geral", clicar no botão "Excluir..." da seção "Histórico de navegação". Escolha as categorias de arquivos a apagar e clique sobre "Excluir" novamente.

 

Repare que na janela de Opções ainda é possível marcar uma caixa que determina ao Internet Explorer excluir esses dados temporários toda vez em que o navegador é fechado.

No Firefox, para executar a mesma tarefa, clique no menu "Firefox > Histórico > Limpar dados pessoais...".

 

Na caixa de diálogo que será aberta, clique sobre "Detalhes", escolha os itens a apagar, o período de limite e, por último, clique em "Limpar Agora".

O Firefox possui um recurso bem interessante para evitar a gravação de temporários, ou para forçar a sua deleção toda vez em que o navegador é fechado. Clique no menu "Firefox > Opções" e vá até a aba "Privacidade". Em "Memorizar dados pessoais", indique que pretende usar as suas próprias configurações e defina o que deseja acumular no cache ou não.

Uma boa opção é marcar a caixa "Limpar dados pessoais ao sair do Firefox".

 

O percurso para limpar arquivos temporários acumulados pelos navegadores pode, também, ser realizado por utilitários específicos, como o [sd|softid="35452"], o [sd|softid="38122"]ou com o auxílio do próprio "Assistente de Limpeza de Disco" do Windows.

| URL curta

Comentários ()


© Copyright 1998-2014 Grupo NZN | A empresa Privacidade Termos de uso Trabalhe conosco RSS Contato