Usando o Whatsapp via Pidgin no Linux

Aqui você acompanha os passos necessários para habilitar o Whatsapp no desktop via Pidgin para Linux.

Por Ricardo em 12/09/2013


Bom, se você está vindo de "Tenha o consagrado Whatsapp no desktop via Pidgin", essa parte vai ensiná-lo a fazer o programa funcionar no Linux. Se não sabe do que se trata, leia o link acima. Acompanhe os passos com calma, sem pressa. Ao final, deixe seu comentário.

Para começar, se não possuir o Pidgin instalado, procure no gerenciador de pacotes de sua distro e instale. Ou baixe-o por aqui caso não o tenha nos repositórios. Se você usa Ubuntu, pode fazer pelo terminal com o comando: sudo apt-get install pidgin .

Após, iremos fazer o download dos pacotes necessários. Para Debian, Ubuntu ou derivados, há pacotes pré-compilados. O que facilita a instalação. Para obter os pacotes para 32 bits, clique aqui, ou para 64 bits, clique aqui.

Não usa distro baseada em Debian? Sem problemas. Para qualquer outra distro, basta ter o wget instalado (se não tiver, instale) e digitar uns comandos no terminal. O que o comando faz é entrar no diretório do sistema onde ficam os plugins do Pidgin, baixar o arquivo do plugin e renomeá-lo usando o comando mv (move, que serve para isso também).

Para 32 bits

cd /usr/lib/pidgin/

sudo wget http://davidgf.net/nightly/whatsapp-purple/386/last-whatsapp.so

mv last-whatsapp.so whatsapp.so

Para 64 bits

cd /usr/lib/pidgin/

sudo wget http://davidgf.net/nightly/whatsapp-purple/x64/last-whatsapp.so

mv last-whatsapp.so whatsapp.so

*Esse comando serve para usuários do Ubuntu/Debian e baseados também, e ele vai baixar sempre a versão mais recente.

Atenção: Lembrando que você deve trocar o comando sudo (para obter privilégios de root) por su, ou logar no terminal como root, caso a sua distro não use o sudo.

A partir desse ponto, com o plugin instalado, basta abrir o Pidgin e adicionar nova conta, escolhendo no menu drop-down o Whatsapp. Perceba que o plugin segue o padrão para adição de novas contas que necessitam de um login e senha. Contudo, o Whatsapp usa o número de telefone, e a senha seria um código criado durante o cadastro do seu número.

Para obter esse código, precisamos usar um programa criado para a plataforma Windows, de nome WART. Claro que você não vai precisar realizar esse processo no Windows. É possível executar esse programa via Mono, que é uma implementação opensource do .NET Framework.

Para isso, proceda da seguinte forma, usando o terminal de comando. Aqui, daremos ênfase ao Ubuntu, por ser uma das distros mais usadas, mas você pode trocar o sudo apt-get install pelo comando da sua distribuição ou procurar o mono (ou libmono) no gerenciador de pacotes.

sudo apt-get install libmono-system-core4.0-cil libmono-system-windows-forms4.0-cil mono-runtime

ou

sudo apt-get install mono-complete

Caso você encontre um erro ao tentar executar o WART no próximo passo.


Depois, precisaremos do WART (sim, é um executável para windows!), que será usado para obter o código que precisamos. Novamente, no terminal, usando o wget para fazer o download.

cd

wget https://github.com/shirioko/WART/blob/master/WART-1.6.3.0.exe

mono WART-*.exe ui

Atenção: Em caso de erro, instale o mono-complete, como dito mais acima.

Para quem não quer instalar o mono na distribuição, você pode executar o WART via Wine. Para isso, é necessário ter instalado o .NET Framework 4.0 no Wine, e as fontes Microsoft. Com isso, dá para executá-lo sem problemas.

Configurando o plugin

Se tudo correu bem, você vai obter a interface gráfica do programa. Basta preencher com o seu número de telefone, levando em consideração o código do país (aqui no Brasil é 55), o DDD da sua região (o nono dígito caso sua região o tenha adotado) e o número do seu telefone. Por exemplo, aqui em São Paulo, ficaria: 5511912345678 (55 11 9 número do telefone).

Basta adicionar os números em Phone number e clicar no botão Request code. No exemplo da imagem, foi usado o sinal positivo (+). Nos nossos testes, é indiferente usá-lo. Opte somente pelos números mesmo.


Agora a parte importante. Fique atento ao seu celular, pois você irá receber uma mensagem de texto referente ao código de verificação. Não é o código que será usado para a conta. É só para validar o cadastro. Uma forma de verificar se seu número existe. Espere o SMS chegar e insira-o no programa WART na área referente a Code. Só repasse os números, sem hífen (-).

Insira o código e clique em Confirm code. O sistema vai entregar um código grande que será usado para a configuração no Pidgin. Ao obter o código, copie e coloque no campo Senha, na criação de conta do Pidgin. Será algo como isso: iEdDOrTetYKcVWwUFUn+bWt+CD0=
Copie e aplique.

No lugar do 'Nome de usuário', coloque o número do celular, juntamente com o código do país, DDD e nono dígito, se houver, como dito mais acima. Veja imagem mais abaixo. Mas não clique no botão 'Salvar' ainda!


Com as informações preenchidas, se clicar em Salvar, o Pidgin por padrão vai tentar logar na conta. No entanto, o Whatsapp associa um número de telefone por cadastro. Tentar logar agora vai provocar um erro, dado que seu aparelho já está conectado aos servidores da empresa e o seu computador também iria se logar com um IP diferente.

Os servidores do Whatsapp interpretariam isso como dois aparelhos usando a mesma conta. Para contornar isso e poder usar o Whatsapp no Pidgin, você deverá desconectar seu aparelho, desligando a conexão WiFi e a de Dados (2G, 3G ou 4G). Para quem possui root, é possível fechar as conexões com um firewall sem influenciar com outros aplicativos no Android.

Assim, você pode impedir somente o Whatsapp e deixar outros aplicativos com acesso WiFi ou Dados funcionando normalmente. Um ótimo aplicativo de firewall para Android é o AfWall+, você pode obtê-lo aqui. Ative o firewall e marque o Whatsapp para não usar as conexões de Dados ou WiFi, no modo lista negra.

Após realizar esse procedimento, já poderá clicar no botão 'Salvar' e esperar o plugin fazer o resto do trabalho. Se tudo der certo, seus contatos aparecerão na lista de contatos do Pidgin, e você poderá se comunicar com eles normalmente.

Fonte(s)
Imagens
| URL curta

Comentários ()


}